Todas as Categorias

4 petiscos deliciosos para acompanhar vinhos

É sempre bom ter estas orientações em mente, já que elas são o ponto de partida para a realização de harmonizações mais específicas e complexas.

Veja algumas harmonizações sugeridas de acordo com os estilos de vinho:

Espumantes e frisantes
Harmonizam com entradas diversas, saladas, petiscos e, dependendo da doçura do espumante, algumas frutas e sobremesas.

Vinhos brancos e rosés
Harmonizam com saladas, aves, peixes e frutos do mar, massas ao molho branco e queijos de massa mole.

Vinhos tintos
Harmonizam com carnes vermelhas, massas ao molho vermelho e queijos de massa dura.

Vinhos doces e fortificados
Harmonizam com queijos azuis e sobremesas em geral.

Por mais que as orientações básicas sejam úteis, é importante termos em mente que elas não levam em consideração uma série de fatores importantes para a realização de harmonizações mais específicas.

Um bom exemplo disso, é a combinação de vinhos tintos com carnes vermelhas. Esta é uma sugestão bem rasa, já que existem diferentes cortes e preparações de carnes, assim como existem inúmeros estilos de vinhos tintos, de características bem distintas.

Então, para que a harmonização seja mais precisa, veremos a seguir algumas orientações mais específicas:

HARMONIZAÇÃO – COMBINANDO PRATOS E VINHOS DE FORMA MAIS ESPECÍFICA
combinações específicas de vinho e comida

Com as orientações básicas em mente, é hora de se aprofundar um pouco mais nos conceitos de harmonização e criar interações entre vinhos e alimentos mais complexas, porém, mais prazerosas.

PESO DA COMIDA E INTENSIDADE DE SABOR
Vamos usar novamente o exemplo da carne vermelha com o vinho tinto.

Se escolhermos um prato com um molho de carne moída, almôndegas ou uma carne de panela não muito condimentada, por exemplo, estamos falando de carnes não muito pesadas e com sabores não muito intensos.

Para esta situação, o mais indicado seria um vinho tinto igualmente leve, de sabor não muito intenso: Pinot Noir, Merlot, etc.

Por outro lado, se optarmos por uma picanha assada com aquela suculenta e grossa camada de gordura, elevamos o peso da carne e a intensidade de sabor.

Desta forma, as melhores opções seriam os Cabernets, Tannats, Syrahs, etc.
Boa gastronomia e vinho de qualidade sempre andaram juntos. No entanto, não basta fazer um prato delicioso e combiná-lo com qualquer tipo de bebida — é preciso harmonizar. Só assim você garante o máximo de sabor da refeição.

O post de hoje foi feito para aqueles que querem conhecer alguns petiscos deliciosos para acompanhar vinhos. Você aprenderá como combinar vinho tinto, branco e espumante com diferentes aperitivos. Confira!

Regra básica de combinação
É preciso fazer uma análise do petisco e do vinho que será servido. Pratos mais leves, por exemplo, precisam de bebidas mais suaves, enquanto refeições mais gordurosas combinam com uma bebida mais forte e ácida.

No entanto, como os vinhos possuem nuances diferentes — não se restringindo ao tinto, branco e espumante —, vale a pena se aprofundar no assunto. A seguir daremos algumas sugestões de aperitivos e quais tipos de vinhos mais combinam com eles.

1. Peixes e frutos do mar
Os peixes e frutos do mar permitem fazer uma série de receitas saborosas. Podemos citar aqui como exemplos o bolinho de bacalhau, a isca de peixe e os camarões empanados e fritos, com molho de queijo.

Para esses petiscos, a melhor opção são os vinhos brancos, pois eles são mais aromáticos, leves e têm a acidez na medida certa. Dentre as alternativas podemos citar o Chardonnay

2. Queijos
Existem várias opções de pratos que podem ser feitos com queijos, como o famoso fondue e os canapés de queijo e nozes. No entanto, você pode até mesmo servi-los in natura em uma tábua de frios. Opções como muçarela de búfala, queijo coalho e ricota ficam ótimas com um vinho branco suave como o Chardonnay.

Já os queijos prato e cheddar ficam mais adequados com um vinho tinto mais leve, como o Merlot. Os espumantes secos, por sua vez, são perfeitos para acompanhar queijos do tipo provolone. Por fim, os vinhos tintos frisantes e os brancos aromáticos, como o Sauvignon, são uma ótima pedida se você optar por queijos do tipo gorgonzola e roquefort.

3. Embutidos
Os embutidos como os presuntos cru e de Parma, linguiça de qualidade, salame e salsichão são perfeitos para serem servidos com vinhos tintos como Cabernet e Merlot.

Uma dica essencial é servi-los juntos a torradas ou uma cesta de pães. A combinação dessa tríade (vinho, embutido e pão) resulta em uma ótima refeição.

4. Carnes
As porções de carne são também opções de petiscos deliciosos para acompanhar vinhos. É possível fazer os espetinhos com cebola, pimentão e tomate, além de carpaccio e enroladinhos.

A escolha do vinho deve ser baseada no tipo de carne. Para aquelas opções mais gordurosas, o vinho tinto mais suave é a melhor opção. Se o petisco vier acompanhado de um molho apimentado, a harmonização deve ser feita com um vinho branco do tipo Chardonnay. No caso da carne em questão ser de porco, o ideal é combiná-la com vinhos do tipo Bordô suave.

Como pôde ver, existem diversos tipos de petiscos deliciosos para acompanhar vinhos. Agora que você já tem mais conhecimento sobre o assunto, que tal compartilhar este artigo nas suas redes sociais e ajudar os seus amigos que adoram um bom vinho e uma boa refeição?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.